Construtor De Purgatorios Pop Com Complexo De Napoleão 1
Negócios

Construtor De Purgatorios Pop Com Complexo De Napoleão

Nenhuma outra proclama tão indispensável: Back To Macaco. Muito mais que uma claro bandeira, De regresso ao Macaco, ao som monofónico, de um só canal, envolve algumas proposições. Em primeiro ambiente, renunciar a falsidade do estéreo (do grego stéreos, sólido). Em segundo, voltar a audição natural, a percepção das ondas sonoras que se propagam pelo espaço.

O slogan não é uma loucura da propaganda. Convém situar o assunto temporal: foi destacado em 1991, como título de uma caixa de quatro discos (em início de vinil, então reeditaron em compacto digital) dedicado ao trabalho como produtor, entre 1958 e 1969, de Phil Spector. Em 1991, não havia forma de ouvir a música de Spector em teu original fidelidade.

Seus melhores discos, publicados na própria empresa, Philles Records, eram um objeto do passado e só serão organizadas em coleções duvidosas. Não havia forma de retornar ao macaco. Em 1991 tínhamos esquecido o dom da audição humana. Back To Mono-nos a devolveu. Spector -que hoje dedicamos a seção Cotilleando a…- é o mais perto de Mozart que deu o pop ocidental. No lado angélico: sinfonias impecáveis de menos de três minutos; músicas que te tocam e te seduzem para sempre; cápsulas de sexo e perturbação; “música emocional”, como ele mesmo dizia, para uma “geração emocional”. Vinte pequenas chaves pra entender o mais querido construtor de purgatorios pop, um homem com complexo de Napoleão, que soube enfrentar com as músicas, porém não com o mundo.

1. Harvey Phillip Spector, nascido em 26 de dezembro de 1940, era filho de 2 imigrantes russos, de etnia judaica. O sobrenome original era Spektor, no entanto um oficial de imigração mudou por desordem fonética.Viviam em Soundwiew, uma feia área do Bronx, em nova york.

  1. Cinco Funções de engenharia eletromecânica
  2. 3 Sintomas 3.Um Hyperventilation
  3. sete Negócios fáceis e rentáveis em Miami
  4. um Predomínio norte-americano

2. Em 20 de abril de 1949, Ben Spector, o pai (rubio, jovial, bregado, trabalhador de uma fábrica de aço), se despediu da família depois de os ovos mexidos e café. Conduziu o veículo por novas quadras e o estacionou. Da mala, tirou uma mangueira, colocou um extremo ao tubo de escape e se deixou matar, sentado no assento do motorista, o monóxido de carbono. Ninguém sabia que ele estava infeliz, até o extremo do suicídio.

3. Harvey -asmática, feucho, nanico – cresceu marcado na morte do pai, o que idolatravam. Bertha, a mãe, bem como. Em 1953, foram Os Anjos pra tentar dar no pé das lembranças. A mudança de panorama foi em irão: a mulher cresceu uma neurose obsessiva. Estava convencida de que Harvey bem como acabaria morte.

Novas vezes, em pleno ataque compulsivo, dizia ao aluguel: “Teu pai se matou por responsabilidade tua”. 4. No momento em que eu jogava banco imobiliário, Harvey-Phil fazia arapucas: escondia bilhetes extra nos bolsos e os utilizava sem que seus rivais o notasen. 5. Construiu um grupo com 2 companheiros de escola, os Teddy Bears. Em vinte de maio de 1958 Spector alugou por vinte dólares, duas horas de estudo.